Uma História Real de Superação e Resiliência


23/07/2015 | Publicado por João Marcos Varella | Sem Comentários


Alguns comportamentos resilientes contribuíram para lidar com situações de desgaste e encontrar equilíbrio em um momento de adversidade na vida. Foi no natal de 2014, que decidi sair de férias depois de muito tempo esperando por esse momento de descanso. Fiz alguns exames prévios e foi constatado que eu estava com a saúde em dia, pois os resultados do checkup demonstravam condições excelentes de saúde.

Era enorme a alegria de poder aproveitar as minhas férias!

Depois de algumas horas de viagem no avião, finalmente cheguei a Fortaleza, e já nos primeiros dias de férias percebi uma dor em minhas pernas e um pouco de falta de fôlego. Mas, resisti em admitir de que algo estava errado e seria apenas o cansaço da viagem. Meu comportamento de leitura corporal deixou a desejar quando não reconheci as mudanças que estavam ocorrendo no meu corpo.

Após muita resistência, fui levado ao pronto socorro do hospital local e o médico não teve dúvidas, logo constatou que se tratava de uma trombose. A situação era grave e havia a necessidade imediata de se fazer alguns exames específicos para avaliar a intensidade do problema.

Sabendo que a situação era grave e com a espera para receber a atenção necessária, naquele momento seria importante manter um autocontrole e esforço para se comportar com equilíbrio. Foram feitos exames de laboratório, ultrassom da perna, do coração, do pulmão e o resultado foi claro: TEP – Trombo Embolia Pulmonar grave. Diante do diagnóstico o médico não tinha dúvidas em me mandar para UTI, para ficar em observação. Nesse momento a consciência da necessidade de ter um comportamento de autoconfiança permitiu um sentimento tranquilizador por ver a situação como um desafio possível de ser superado.

Eu tinha consciência do meu potencial e de que minhas experiências anteriores eram importantes evidências de que o desafio era superável, naquele momento. O fato de sempre estar atento em analisar o contexto a minha volta, não deixava dúvidas sobre a gravidade da situação e o risco envolvido. Consequentemente era necessário adotar uma postura condizente com a situação.

A alternativa, diante do stress, era aceitar as contingências e se adaptar, mesmo quando faltava flexibilidade para que houvesse adaptação a difícil rotina do hospital. Foi um período muito longo e difícil de ter paciência para enfrentar.

Na manhã seguinte, na visita médica, foi possível verificar que os novos exames já mostravam que o meu organismo estava reagindo muito bem à medicação e que em breve teria alta. Era evidente o meu comportamento de preservar o seu maior sentido de vida, manter-se em atividade, produtivo, envolvido com seus interesses e valores.

Todas essas situações difíceis, como nessa história, podem ser superadas se os comportamentos resilientes forem bem desenvolvidos, proporcionando uma consciência equilibrada da situação, ou caso contrário pode se transformar em um grande sofrimento e angustia. Superar mais essa situação e transformar a condição adversa numa experiência de vida significativa, resulta em mais aprendizagem para enfrentar novos desafios e obter comportamentos resilientes.

Esperamos que você tenha gostado e se conectado com a história de superação e resiliência. Veja logo abaixo o vídeo onde ele mesmo conta os detalhes desse momento adverso.

João Marcos Varella

João Marcos Varella

Psicólogo. Foco em empresas familiares e empreendedores – Certificado no Coaching em Resiliência pela SOBRARE. Autor dos livros “O Desafio de Empreender” e “Empresas Resilientes” dedica-se há 25 anos a orientar empreendedores, apoiando a viabilidade do negócio articulado com as características do empreendedor e a busca do seu bem-estar.

Mais posts



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *