Colaboração da resiliência para o profissional da psicologia


22/08/2016 | Publicado por SOBRARE | 1 Comentário


No contexto global em que vivemos atualmente, se torna cada vez mais difícil não passarmos por uma forte adversidade ao longo de nossas vidas. Essa adversidade pode ocorrer no ambiente familiar como a perda de um ente próximo, como também no ambiente profissional e social.

Alguns eventos podem se tornar traumáticos a ponto de gerar um travamento, o que impossibilita a pessoa de conseguir continuar a seguir sua vida ou torna a vida muito difícil de viver.

A resiliência é um termo que foi “emprestado da física”. Na área das ciências humanas, a resiliência é definida como a capacidade de desenvolver estratégias para lidar com o alto impacto causado pelo estresse.

É importante salientar que a resiliência não pode ser vista como uma armadura de proteção, onde nada irá atingir o indivíduo. Muito pelo contrário, o indivíduo está totalmente vulnerável as consequências do estresse, porém aquele que consegue desenvolver a resiliência tem a capacidade de elaborar estratégias para ter a melhor atitude a ser tomada no momento da adversidade.

img1

Colaboração da resiliência para o profissional da psicologia

Após passar por um estresse traumático, é comum as pessoas procurarem um profissional da psicologia para ter uma orientação. A psicoterapia tem como propósito conceder novos significados emocionais para tais situações traumáticas do passado que não ocorrem mais no momento atual da vida.

A resiliência pode ser compreendida em diversos campos da Psicologia. Seja em qual for o campo que o psicólogo trabalha, há a possibilidade de se desenvolver a resiliência em seus pacientes, prevendo os aspectos de riscos e promovendo as fortalezas apresentadas para auxiliar na mudança do quadro atual.

Com a proposta de focar não apenas nos aspectos negativos ou no que está dando errado, a Psicologia Positiva vem ganhando destaque dentro da atuação dos psicólogos. Essa área busca desenvolver nos aspectos positivos das pessoas, naquilo que se tem como virtudes e que está dando certo ao longo da vida.

E a resiliência então se torna um excelente recurso para se trabalhar com a Psicologia Positiva. A resiliência busca entender não apenas os aspectos patológicos do indivíduo, mas também seus aspectos saudáveis e adaptativos, indo além das queixas e problemas.

img2

Resiliência e a Psicologia Positiva

A resiliência tem suas origem em esquemas específicos de crenças que interagem com as adversidades da vida e que conduzem o indivíduo a utilizar habilidades específicas na resolução de problemas e conflitos.

Segundo os autores Sheldon & King (2001), a psicologia positiva pode ser definida como uma “tentativa de levar os psicólogos contemporâneos a adotarem uma visão mais aberta e apreciativa dos potenciais, das motivações e das capacidades humanas”.

A psicologia positiva vem para trabalhar com as virtudes e potencialidades do indivíduo, se opondo as outras vertentes da psicologia que trabalham com doenças e traumas. Na Psicologia Positiva, o profissional busca extrair ao máximo os recursos bons e fortes da pessoa, além das emoções positivas, para construir novos significados emocionais.

Os dois conceitos (resiliência e psicologia positiva) se relacionam diretamente por acreditarem ser de grande importância ter como foco as potencialidade das pessoas. O indivíduo é direcionado para visualizar o seu futuro com esperança, alegria, otimismo e encontrando um significado positivo para a vida.

A resiliência, nas ciências humanas, se relaciona com os processos psicossociais e que favorecem o desenvolvimento equilibrado do indivíduo, mesmo que diante das adversidades.

O principal benefício da resiliência é que ela busca compreender as características individuais e ambientais que podem ser modificadas para que o indivíduo tenha recursos para enfrentar o estresse e adversidade.

As pessoas quando buscam identificar o que elas precisam para desenvolver uma “vida boa e saudável” acabam descobrindo que possuem forças e virtudes, como a capacidade de amar, de ser original, criativo (a), esperto (a), de perdoar, de ter coragem, de ser perseverante, de ser sábio (a), de ser sensato (a) e de que possuem habilidades para desenvolver relações interpessoais saudáveis.

Tanto a resiliência quanto a psicologia positiva trabalham com o nosso sistema de crenças. Portanto, desenvolver a resiliência pode ser um fator chave para impulsionar o pensamento positivo.

A resiliência é uma experiência que implica amadurecimento e desenvolvimento, ou seja, todo indivíduo tem uma predisposição à resiliência que pode ser desenvolvida a partir das vivências durante toda a vida.

Por este motivo a importância da colaboração da resiliência para o profissional da psicologia. Quando o psicólogo se utiliza de ambos os conceitos em sua atuação profissional, permite desenvolver por meio de seu trabalho a superação de adversidades e desafios desenvolvendo crenças positivas e produtivas para o sucesso na tomada de decisões apropriadas de seus clientes.


Aqui em nosso blog, temos outro post que se aprofunda em como o profissional da psicologia pode aplicar a metodologia da resiliência em processos de psicoterapia. Vale a pena conferir!

Além do post, vamos ter um Workshop em Novembro sobre o tema “Resiliência na atuação do Psicólogo”. O Workshop faz parte da programação do 3º Congresso Brasileiro de Resiliência. Para ter mais informações sobre o evento, clique no banner abaixo.

SOBRARE

SOBRARE

Sociedade Brasileira de Resiliência, compartilhando conhecimento em resiliência e trazendo recursos necessários para que pessoas e organizações superem suas adversidades.

Mais posts



1 Comentário

  1. Sérgio Leonardi disse:

    Acho fantástico o trabalho da Sobrare !!
    Vivi aqui na Florida tenho um Empresa aqui na area de preparação de Carros esportivos com especialidade nas marcas Nissan e Infiniti e querendo expandir .
    Gostaria de saber se existe a possibilidade de expandir esse trabalho de vocês aqui nos USA junto às comunidades de brasileiros empreendedores especialmente na área de coaching .



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *